458.

Acreditar que ninguém conseguia interromper a sua viagem, antes de ter realizado todas as tarefas a serem cumpridas à bordo; evitava que vivesse insistindo em abandonar o barco, atrasando a jornada do restante da tripulação; mas não impedia que passasse a maior parte do seu tempo, pensando sobre o que ainda faltava ser feito; e não conseguia chegar a outra conclusão, senão a de que ainda precisava aprender a esperar.

~ por Sérgio G. Alves em 05/09/2011.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: