393.

Reproduções em papel de obras de pintores consagrados nas paredes, porque o ambiente exigia um toque de arte; as borrifadas a mais do equivocado perfume sobre roupas mal desenhadas, acreditando que a conhecida fragrância poderia fazer com que fossem vistas como alta costura; o comprometimento do seu orçamento com a aquisição do gadget que era a última palavra em tecnologia, mesmo que para o uso exclusivo do telefone e da agenda; e o sexo que a maioria das pessoas anda fazendo.

~ por Sérgio G. Alves em 20/05/2011.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: