375.

Vivendo em uma aldeia litorânea, era natural que a maioria dos seus antepassados tivesse morrido no mar, tentando evitar este trágico destino, há algumas gerações proibiu-se a entrada ou a navegação em suas águas, o que fez com que para ele e os seus contemporâneos, o mar nunca conseguisse ser mais do que uma inquietante, sedutora e intransponível superfície azul, que guardava encantos e mistérios com os quais sonhavam diariamente, até o dia quando em terra, vieram a falecer.

~ por Sérgio G. Alves em 04/05/2011.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: