357.

Sentia-se um profissional do surfe, que por acreditar que atribuiria autenticidade ao filme, o cineasta fazia questão de ter desempenhando o papel de surfista que havia incluido no roteiro, ainda que ele não tivesse talento algum para a representação e nem houvesse previsão de alguma cena a ser rodada na praia.

~ por Sérgio G. Alves em 15/04/2011.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: